Home Mídia Artigos Como sair da crise, por Teresa Bergher
Como sair da crise, por Teresa Bergher PDF Imprimir E-mail
Escrito por Betina Diniz   
Sex, 31 de Março de 2017 18:22

"Não há outra saída senão um pacto federativo pelo desenvolvimento". Confira na íntegra

Theresa_BergherOs números do desemprego no Brasil não são precisos. Alguns dão conta de que, atualmente, mais de 22 milhões de brasileiros estão desempregados. Mas vamos ficar com os números do IBGE, que apontam 12 milhões de pessoas em busca de uma oportunidade de trabalho. Se somarmos a esses números os 19,7% de jovens brasileiros que não trabalham nem estudam e os 27% de famílias brasileiras que sobrevivem com até meio salário mínimo, fica fácil compreender o tamanho da tragédia social que enfrentamos.

Por mais eficientes que sejam as políticas de assistência social na esfera municipal, enquanto não houver a recuperação plena da economia, todos os esforços serão paliativos. A miséria provoca migração para os grandes centros urbanos, pressionando as capitais para o crescimento desordenado. A verticalização das favelas, a transformação de pontes e viadutos em moradias, a crescente demanda por creches, escolas, acesso à saúde, o aumento no número de crianças e idosos abandonados, crescem numa velocidade em que o orçamento público não consegue acompanhar.

Não há outra saída senão um pacto federativo pelo desenvolvimento. Governo Federal, governadores e prefeitos devem buscar soluções que tirem o Brasil da crise. Estimular as potencialidades locais para fixar o cidadão em sua cidade natal; abusar da criatividade para gerar empregos; reorganizar a política tributária, dando aos empresários e aos trabalhadores poder de investimento e consumo, entre outras medidas. Aqui no Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella está muito sensível e consciente do protagonismo que sua liderança lhe confere. E, no âmbito da assistência social, não mediremos esforços para ser um modelo a ser seguido. Estamos fazendo a nossa parte, com trabalho sério para o bem do cidadão. Porém, é preciso muito mais que competência e boa vontade. Contamos com o apoio dos diversos segmentos da sociedade e das diversas igrejas para dar a volta por cima.

Teresa Bergher é secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos.

 

Como sair da crise, por Teresa Bergher
 

Add comment


Security code
Refresh

FacebookTwitterYouTubeFlickrRSS
div-icones-home-right
cadeado-intranet01SAP
- Sistema de Administração Partidária. Acesso restrito aos representantes dos Dir. Municipais
div-icones-home-right
icon-email-right01Contato - Tire dúvidas, solicite informação, entre em contato com a gente
div-icones-home-right

div-icones-home-right
banner-convencao-municipal-home-amarelo
div-icones-home-right