Home Mídia Notícias PSDB-Mulher afirma que agressão a Bolsonaro foi um atentado à democracia
PSDB-Mulher afirma que agressão a Bolsonaro foi um atentado à democracia PDF Imprimir E-mail
Sex, 07 de Setembro de 2018 15:36

A presidente nacional do PSDB-Mulher, Yeda Crusius (RS), repudiou nesta quinta-feira (06), por meio de nota oficial, o atentado sofrido pelo candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro.

Yeda-Crusius-09-731x408

Foto: George Gianni

“O PSDB-Mulher repudia a violência contra o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro. Nós do PSDB-Mulher temos uma luta histórica contra qualquer ato de violência e é inadmissível que isso ocorra contra qualquer cidadão, principalmente, contra um candidato em campanha.”, disse Yeda.

A deputada federal e candidata à reeleição destacou que o PSDB-Mulher luta historicamente contra atos de violência e tratou o caso como um atentado à democracia.

“Trata-se de um atentado à democracia. Esperamos a punição exemplar do crime. Estimamos a pronta recuperação do candidato para que logo volte às suas atividades de campanha.”, finalizou a nota.

A candidata à vice-presidência na chapa de Geraldo Alckmin, a senadora Ana Amélia, disse em sua conta do Twitter que a “agressão demonstra o grau de intolerância política que acontece em nosso país e precisa ser combatida com todo rigor.”

“A agressão ao deputado Jair Bolsonaro representa um grave risco, não só à integridade física dos candidatos, mas especialmente à democracia. Meu repúdio a qualquer ato de violência. Registro a ação das polícias na identificação e prisão do agressor! Desejo pronta recuperação ao candidato!”, afirmou Ana Amélia Lemos.

Terezinha Nunes, do secretariado do PSDB-Mulher, pediu o fim do radicalismo político no Brasil.

“O atentado ao candidato a presidente Jair Bolsonaro demonstra que é preciso dar um basta ao radicalismo político no Brasil. Nosso país é e sempre foi superior aos extremistas de direita e de esquerda que se digladiam nesta campanha eleitoral. Precisamos de tranquilidade para resolver nossos problemas jamais de uma luta fraticida.”, afirmou Terezinha.

Aspásia Camargo, candidata ao Senado pelo PSDB no Rio de Janeiro, também condenou o atentado.

“O atentado contra o candidato Jair Bolsonaro é condenável e inadmissível. Não se resolve eleições tão importantes em ponta de faca. É preciso paz e equilíbrio para realizarmos as reformas tão urgentes que o Brasil precisa.”

 

PSDB-Mulher afirma que agressão a Bolsonaro foi um atentado à democracia
 

Add comment


Security code
Refresh

FacebookTwitterYouTubeFlickrRSS
div-icones-home-right
cadeado-intranet01SAP
- Sistema de Administração Partidária. Acesso restrito aos representantes dos Dir. Municipais
div-icones-home-right
icon-email-right01Contato - Tire dúvidas, solicite informação, entre em contato com a gente
div-icones-home-right

div-icones-home-right
banner-convencao-municipal-home-amarelo
div-icones-home-right